NOTÍCIA

Verdades e Mitos sobre o uso do Piso Vinílico ou PVC Pode molhar? Posso aplicar em qualquer superfície? Veja o que a fábrica recomenda e garante Muito se fala hoje em dia sobre a praticidade do piso vinílico, que pode ser aplicado sobre qualquer superfície, pode molhar que não tem problema e por aí vai. A questão que queremos abordar aqui, é o que a fábrica recomenda, pois é ela quem vai dar a devida garantia do produto, caso venha a acontecer algum defeito.

Para conseguir uma colocação bem-feita e não ter surpresas desagradáveis no futuro é bom seguir algumas normas e exigências, pois ter um piso bonito só quando termina a instalação não é a intenção de ninguém, o material precisa durar o investimento feito.

Vamos ter como base as recomendações que a TARKETT pede para seguir, segue alguns pontos que a garantia exclui:
• Perda de brilho pelo uso normal;
• Diferença de tonalidade entre amostras ou ilustrações impressas e o produto adquirido;
• Diferença de tonalidade ou nuance entre as réguas ou placas;
• Danos causados por umidade, sujeiras ou irregularidades no contra piso, ou por utilização de agua em excesso ou por lavagem;
• Descoloração por exposição continua e direta a luz solar;
• Pisos danificados por cuidados impróprios, como queima, arranhão de moveis e de objetos abrasivos, marcas de salto alto ou ausência de protetores de pisos nos moveis;
• Danos causados por manutenção inadequada, riscos de sapatos e manchas causadas por excrementos de animais (fezes e urina);
• Instalação incorreta ou em desacordo com a norma ABNT NBR 14917 de Revestimentos de Pisos Vinílicos, cabendo a responsabilidade exclusivamente ao instalador e revendedor (contrate sempre mão de obra especializada);
• Problemas causados pela não utilização;
• Insuficiência ou falha na impermeabilização do contrapiso;
• Utilização em desacordo com as orientações descritas na embalagem.

ATENÇÃO!

A TARKETT não garante seus produtos quando sujeitos a ação de umidade do contrapiso e considera improcedentes as reclamações relativas aos problemas decorrentes desta umidade, tais como: manchas, estufamentos, bolhas ou frestas nas juntas, entre outros.


RECOMENDAÇÕES:

6. TIPOS DE CONTRAPISO PERMITIDOS
IMPORTANTE: quaisquer dos itens abaixo devem ser considerados apenas em áreas cobertas e fechadas.

6.1. Cimento: desempenado ou laje de concreto;
6.2. Cerâmico: com juntas inferiores a 5mm. Se a superfície for vitrificada, antes da aplicação da massa de preparação ou autonivelante é necessário o uso de um primer abrasivo ou uma demão de adesivo de duplo contato. Atenção: velique se há peças soltas batendo sobre elas com o cabo de um martelo. Se o som produzido for "oco", a peça deve ser removida e o preenchimento deve ser feito com massa de regularização;
6.3. Pedra: mármores e granitos polidos, com placas bem aderidas e niveladas e juntas menores que 5mm. Antes da aplicação da massa de preparação é necessário o uso de um primer abrasivo ou uma demão de adesivo de duplo contato;
6.4. Piso de alta resistência;
6.5. Paviflex® (somente para instalação de outra camada de Paviflex®): as placas devem estar firmes, isentas de cera, sem pecas quebradas ou soltas, com adesivo acrílico e que não exista mais do que uma camada de Paviflex® instalada. E necessário remover quaisquer vestígios de cera e regularizar a superfície antes de iniciar a instalação;
6.6. Com sistemas de calefação: certifique-se que o sistema seja desligado 48h antes do inicio da instalação do piso vinílico, e que seja mantido desligado também por 48h após o término. A temperatura do sistema, após o piso instalado e respeitadas as 48h de descanso, nunca deverá exceder 27°C;
6.7. Mezanino: completamente travado, com painel wall, placa cimentícia ou laje de concreto. Nos casos de mezanino com painel wall ou placa cimentícia recomendamos apenas pisos modulares (placas ou réguas) e que sejam recortados no limite dos painéis, evitando sobreposição e um possível descolamento causado por movimentação.


7. TIPOS DE CONTRAPISO NÃO PERMITIDOS

7.1. Cimento queimado: deverá ser apicoado e preparada uma nova base;
7.2. Qualquer tipo de madeira (tacos, tábuas, parquets, laminados, etc.): deverão ser removidos e preparada uma nova base;
7.3. Pedras e cerâmicas com juntas maiores que 5mm: deverão ser removidas e preparada uma nova base;
7.4. Paviflex® com adesivo betuminoso ("cola preta”): deverá ser completamente removido e a cola deverá ser lixada com areia úmida, com lixadeira elétrica e disco diamantado, para que não fique nenhum vestígio. Caso esse procedimento não seja realizado, o piso que será instalado por cima dessa superfície poderá descolar;
7.5. Outros pisos vinílicos (mantas, LVT): deverão ser removidos e preparada uma nova base;
7.6. Pintura acrílica ou epóxi: a superfície deverá ser lixada com lixadeira elétrica ou lixa n° 60, para que seja criada porosidade. Caso contrário, não haverá adesão da massa de preparação ou autonivelante;
7.7. Cozinha industrial: não recomendamos a aplicação de piso vinílico neste tipo de área;
7.8. Áreas externas.

Esperamos que essas dicas possam lhe ajudar na escolha correta e com segurança do piso a ser aplicado no seu ambiente, caso ainda tenha dúvida solicite um orçamento e uma avaliação no local, onde poderemos lhe orientar e esclarecer todas suas dúvidas.